FAQs

Vídeos

AGRO 4

Aplicação

AGRO 5

Aplicação

SIRO CATO

Transplante para vaso

SIRO GERMINAÇÃO BIO

Aplicação

SIRO HORTA BIO

Aplicação

SIRO INTERIOR

Transplante para vaso

SIRO PROTEAS

Transplante para vaso

SIRO ROSEIRAS

Transplante para vaso

SIRO ROYAL

Aplicação

SUBSTRATOS E ADUBOS

PESO DAS PALETES DE SUBSTRATO

Os pesos das paletes de substrato apresentados são meramente indicativos, devido à percentagem de humidade no substrato.

SIRO PERLITE

Caraterizado por um baixo peso específico e um alto volume de poros, que proporcionam um ótimo arejamento aos substratos, conciliando uma eficaz drenagem a uma humidade natural.

NORMA DE EMBALAMENTO CEN 12580

No embalamento dos substratos, regemo-nos pela norma CEN (Comité Européen de Normalisation), atestada em Portugal pelo (INQ) Instituto Nacional da Qualidade.

SIRO ARGILA

Fomenta o desenvolvimento do complexo Argilo-Húmicos – principal responsável do incremento da riqueza do substrato / solo a nível nutricional e estrutural.

LUVA DESCARTÁVEL

Cada embalagem de adubos granulados SIRO contém uma luva descartável para o correto manuseamento do produto.

SIRO ATIVADOR

Extrato de algas com efeito Bioestimulador do metabolismo vegetal, que faculta um desenvolvimento equilibrado, da mesma forma que potencia as suas defesas a situações críticas – Stress térmico, hídrico, pragas e doenças.

SIRO HIDRO-CONTROL

Agente humidificante com a capacidade de aumentar o poder de retenção de água, da mesma forma que promove uma infiltração rápida e homogénea por todo o substrato / solo. Aumenta assim a humidade na zona radicular por períodos mais alargados.

SIRO FERTI-SOLÚVEL

Fertilizantes minerais de alta qualidade que potenciam um efeito bioestimulante nas plantas, graças ao fornecimento de nutrientes facilmente solúveis e absorvíveis.

SIRO BLEND

Gama especial de adubo granulado que assenta num produto homogéneo capsulado com um polímero biodegradável através de camadas múltiplas reativas que asseguram uma libertação longa e constante dos nutrientes envolvidos pela cápsula durante 3-6-9 meses. Cada grânulo contém macro e micronutrientes numa razão equilibrada, que assegura a nutrição das plantas ao longo do seu ciclo de vida.

LABORATÓRIO E SALA DE PROVAS

Acreditação dos parâmetros de qualidade dos substratos como o pH, salinidade e textura, aquando da sua produção em tempo real. Equipado com arquivo de amostras, onde é guardado um exemplar de todos os substratos comercializados durante 2 anos.

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO

Estudo e desenvolvimento de substratos e técnicas que beneficiem o crescimento vegetal, por forma a antecipar as necessidades dos clientes.

GARANTIA FITOSSANITÁRIA

Húmus Siro® obtido através do processo de Compostagem – Decomposição biológica e de estabilização de resíduos florestais, pela ação dos microrganismos, sob condições que permitem o desenvolvimento de temperaturas na gama termófila (70º C) durante 12 meses.

AMBIENTE

GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS

A Leal & Soares, S.A. possui um Centro de Valorização de Resíduos Florestais e Agrícolas. Promove a valorização orgânica dos mesmos através do processo de compostagem natural para a conceção de substratos.

EM HARMONIA COM O AMBIENTE

Produtos concebidos com matérias-primas que atendem requisitos de proteção ao meio ambiente, de respeito ao consumidor, em todas as frases da sua vida útil, desde a sua produção até à sua rejeição.

CONCEITOS

VIDA MICROBIANA

Suporte energético e nutritivo de uma benéfica e diversificada vida microbiana, que estimula todo o ecossistema do substrato / solo, promovendo a humificação e a mineralização, defendendo ainda as plantas de algumas doenças provocadas por micro-organismos.

FONTE DE SUBSTÂNCIAS HÚMICAS

Os ácidos húmicos e fúlvicos detêm uma elevadíssima superfície específica, conferindo-lhes uma extraordinária reatividade, pelo que estes polímeros são a base da maior parte das reações que ocorrem na interface sólido-liquido do solo, ativando de uma forma direta ou indireta o crescimento e a resistência das plantas.

MICRONUTRIENTES / OLIGOELEMENTOS

São elementos básicos à nutrição das plantas, requeridos em pequenas quantidades.

POTÁSSIO

Aumenta a consistência e a dureza dos tecidos das plantas e a sua resistência a geadas e seca. Melhora o tamanho, cor, sabor e conservação das hortaliças / frutos / flores, estimulando também a floração, etc…

FÓSFORO

Promove a robustez das plantas no enraizamento e na resistência às doenças.

NITROGÉNIO

Visa estimular o desenvolvimento vegetativo das suas plantas, promovendo uma boa formação de raízes, ramificações e folhas. O Nitrogénio é fundamental nas primeiras fases de desenvolvimento das plantas e também durante o seu crescimento.

MACRONUTRIENTES

São os elementos básicos à nutrição das plantas, necessários em grandes quantidades.

NUTRIENTES

Elementos minerais essenciais à nutrição das plantas, sem os quais estas estavam impossibilitadas de completar o seu ciclo de vida.

O QUE É A BIOMASSA?

Biomassa é "a parte biodegradável de produtos e sobrantes provenientes da floresta (essencialmente exploração florestal), bem como de industrias adjacentes a esta, da agricultura (vegetais), jardinagem, entre outros," de acordo com a Directiva 2001/77/EC, de 27 de Setembro de 2001.

De notar que existem vários tipos de biomassa, com os quais não temos ligação. Servem como exemplos os resíduos provenientes da agricultura, vertente animal, resíduos urbanos e resíduos industriais.

A biomassa é utilizada na produção de energia a partir de processos como a combustão de material orgânico produzida e acumulada num ecossistema, porém nem toda a produção primária passa a incrementar a biomassa vegetal do ecossistema. Parte dessa energia acumulada é empregada pelo ecossistema para sua própria manutenção. Suas vantagens são o baixo custo, é renovável, permite o reaproveitamento de resíduos e é menos poluente que outras formas de energias como aquela obtida a partir de combustíveis fósseis.

A queima de biomassa provoca a liberação de dióxido de carbono na atmosfera, mas como este composto havia sido previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao combustível, o balanço de emissões de CO2 é nulo.